Seja bem vindo ao Universo da Aposta

Home » O que que a de novo » Chega de confusão: tudo sobre a Tabela de Basquete NBA

O que que a de novo

Chega de confusão: tudo sobre a Tabela de Basquete NBA

Os primeiros jogadores profissionais da história da NBA jogaram em uma arena na cidade de Toronto para pouco mais de sete mil pessoas. O mundo acabava de sair da Segunda Grande Guerra e procurava novas formas de seguir em frente após o apocalipse.

E para os norte-americanos, a NBA foi essencial nesse sentido.

A liga que começou a ser disputada naquela época é muito diferente da de hoje. O ritmo era mais lento e por isso os placares eram muito baixos. As regras também não eram as mesmas. Não tinha linha de três pontos (Stephen Curry não teria gostado disso).

Mas foi assim que começou. E, ao longo dos anos, a NBA se tornou uma máquina de fazer dinheiro e promover espetáculos.

Hoje contaremos um pouco dessa história, apontando como a liga se estruturou ao longo do tempo e como podemos interpretar e entender a tabela da NBA. Vem com a gente para mais um artigo sobre basquete! Conheça os times, as Conferências, os maiores campeões e craques que ajudaram a construir essa história.

Como funciona a tabela de basquete da NBA?

Fundada em 1946 com o nome Basketball Association of America (BAA), a National Basketball Association (NBA) é o principal torneio de basquete jogado no mundo. Em 1949, ela se fundiu com a rival National Basketball League (NBL), que era um campeonato em atividade desde 1937. 

Apesar da NBL ser anterior à BBL, os campeões contabilizados utilizam o ano de 1946 como referência. O primeiro jogo da história foi disputado no dia 1º de novembro de 1946, no Canadá. Na época, o Toronto Huskies (clube não existe mais) recebeu o New York Knickerbockers (atual New York Knicks). O time dos EUA venceu por 68 a 66.

A liga norte-americana conseguiu ao longo das décadas se estabelecer como um dos campeonatos mais glamourosos do mundo. 

Em termos de recursos, isso é inquestionável. 

Em termos de espetáculo proporcionado, idem. 

É na NBA que todos os grandes jogadores querem jogar, sejam eles norte-americanos ou estrangeiros. É onde as marcas esportivas querem colocar-se à mostra. 

Quem começa a ter contato com a NBA pode ficar um pouco confuso sobre a tabela e a estruturação da liga, algo que se consolidou ao longo de muitas décadas e ajustes. Para compreender o torneio em toda a sua complexidade, vale a pena dar atenção a esse ponto.

E é sobre isso que falaremos abaixo.

As Conferências e Divisões

Atualmente, a NBA é formada por trinta equipes divididas em duas Conferências: Leste e Oeste. Cada Conferência, por sua vez, contém três divisões com cinco times em cada. É interessante notar como a questão geográfica é importante dentro dos critérios.

E quando olhamos para a história isso fica um pouco mais claro. 

Os EUA começaram a ser colonizados ao Leste, com as chamadas “Treze Colônias”. Ao longo dos séculos XVIII e XIX, o país conquistou o Oeste a partir de guerras de conquista e aquisição de terras, aumentou consideravelmente o seu tamanho, ganhando proporções continentais.

Diante disso, de forma a organizar a liga contemplando essa variedade social, cultural e também geográfica, a NBA adotou a estrutura que tem atualmente. Por isso, ao ver a tabela da NBA, fique atento à localização dos times.

O formato da competição

Para chegar às finais da liga, os times precisam percorrer um longo e duríssimo caminho. Antes mesmo do início da temporada, em meados de julho, ocorre a escolha dos jogadores de basquete universitário que passam a integrar as os times.

Essa escolha é chamada de draft

Esse modelo de contratação é muito particular da NBA. 

Todo ano, 60 atletas são selecionados e divididos entre as equipes em duas rodadas. Para garantir o equilíbrio, as primeiras escolhas do draft são feitas pelas equipes com pior campanha na última temporada.

A definição da ordem de escolha é chamada de draft lottery. No sorteio, participam os 14 times que não se classificaram para os playoffs. Os demais 16 times ficam com as escolhas seguintes, seguindo uma ordem de acordo com as campanhas na temporada regular.

Alguns jogadores que marcaram história na NBA foram a primeira escolha no draft em seus anos de ingresso. Dentre eles, vale mencionar: Magic Johnson, Hakeem Olajuwon, Shaquille O’Neal, Tim Duncan, LeBron James e Kyrie Irving.

Uma curiosidade sobre o draft de 1984: quatro jogadores daquele ano foram eleitos para o Hall da Fama e estão entre os melhores de suas posições. São eles o já citado Hakeem Olajuwon, Michael Jordan, Charles Barkley e John Stockton.  

Para muitos, foi o maior draft da história.

Temporada Regular

Na temporada regular, todas as 30 equipes jogam duas vezes contra os times da outra Conferência e três ou 4 times da mesma Conferência. A escolha das equipes é feita com base no número de partidas disputadas na temporada anterior.

Após os 82 jogos de cada equipe, os 8 melhores times de cada Conferência disputam os chamados playoffs.  

Playoffs

Essa é a fase de mata-mata. São jogos sempre dentro das Conferências – ou seja: a final sempre é, necessariamente, entre um time do Oeste e um do Leste.

A equipe de melhor campanha enfrenta o oitavo colocado de sua Conferência, o segundo colocado enfrenta o sétimo, o terceiro o sexto e, por fim, o quarto encara o quinto. Depois disso são jogadas as semifinais e a grande final. 

A equipe de melhor campanha na temporada regular jogará mais partidas como mandante. Esses embates nos playoffs são sempre uma melhor de sete partidas.

O maior campeão da Conferência Leste é o Boston Celtics, com 21 conquistas. O segundo é Philadelphia 76ers com 9 títulos. Já na Conferência Leste, o Los Angeles Lakers é dominante, com 32 conquistas, seguido de longe pelo Golden State Warriors, com 8.  

Finais

As finais da NBA são sempre realizadas em meados de junho, onde os campeões das Conferências se enfrentam pela disputa do título. Assim como nos playoffs, a última disputa também é definida em uma série de sete partidas.

O time com melhor campanha na temporada regular tem a vantagem de disputar os dois primeiros jogos em casa e, caso necessário, as partidas cinco e sete. Os maiores campeões da NBA são os times do Boston Celtics e Los Angeles Lakers, com dezessete conquistas cada. 

Ambas as equipes foram responsáveis por criar uma verdadeira dinastia dentro do torneio. O time dos Celtics, por exemplo, dominou o cenário nas décadas de 1950 e 1960. 

Logo atrás dos dois clubes, o Chicago Bulls e o Golden State Warriors aparecem com seis conquistas cada. Os Bulls chegaram a esse feito histórico na década de 1960, liderados por Michael Jordan.

Já o Golden State tem suas conquistas mais espaçadas no tempo e, nos últimos anos, vem se destacando no cenário da liga, liderado por Stephen Curry, mestre das cestas de três pontos.

O maior campeão da história é Bill Russell, que ganhou 11 títulos da liga em 13 temporadas que jogou pelo Boston Celtics.

MVP

A sigla MVP é uma abreviação de Most Valuable Player (jogador mais valioso). Essa premiação, muito cobiçada pelos grandes craques, começou a ser dada na temporada 1955/1956. 

A escolha é feita a partir de uma votação feita após a temporada regular, não levando em consideração os playoffs – embora, deve-se mencionar, existe o prêmio de MVP das finais. 

Desde 1980, a escolha fica por conta de um grupo de jornalistas americanos e canadenses credenciados. Antes disso, eram os próprios jogadores que escolhiam o MVP.

Ao longo da história, apenas Stephen Curry foi o MVP escolhido de forma unânime. Os únicos estrangeiros escolhidos para o prêmio foram Hakeem Olajuwon, Steve Nash, Dirk Nowitzki, Tim Duncan e Giannis Antetokounmpo.  

Kareem Abdul-Jabbar é o jogador que mais ganhou o prêmio, levando o troféu para casa em seis temporadas. Em seguida, temos Bill Russell e Michael Jordan, empatados com cinco conquistas.

Saiba onde apostar em basquete

Agora que você conhece melhor a NBA e a forma como o torneio está estruturado, chegou a hora de conhecer os principais sites de apostas disponíveis para tentar a sorte no basquete. 

Fizemos uma lista com três ótimas opções para você. Antes de dar esse importante passo, porém, sugerimos que leia o seguinte artigo: “Como apostar em basquete”.

Bodog

A Bodog é uma marca muito conhecida no meio das apostas esportivas e é a líder mundial em apostas na National Basketball Association (NBA). Quando se compara as apostas futuras da NBA na Bodog e em outras casas, a diferença é notável. 

A seção de apostas esportivas da Bodog começou a operar no Brasil em 2018 e o crescimento desse mercado é flagrante. Uma das grandes vantagens da plataforma é o conjunto completo de métodos de pagamento, incluindo as criptomoedas.

Gostou do Bodog? Então pegue seu bônus agora mesmo, CLIQUE AQUI e abra já a sua conta!

BetWay

Quando se fala em casas de apostas, a Betway com certeza é um dos primeiros nomes que vêm à cabeça de boa parte dos apostadores. E não é para menos: a plataforma está no mercado desde 2006, a Betway reúne uma enorme variedade de esportes e eSportes para sua carta de clientes.

Uma de suas principais características são as chamadas “odds especiais”, onde é liberada uma aposta específica com odd acima do esperado. Atualmente, a casa estampa sua marca na camisa de times como o Leicester City, West Ham, Levante, Leganés, Albion, dentre outros.

Em relação ao basquete, os mercados oferecidos pela casa são competitivos. Além da boa margem de lucros, o site oferece dicas e tutoriais importantes para apostadores veteranos e iniciantes. 

Gostou do Betway? Então pegue seu bônus agora mesmo, CLIQUE AQUI e abra já a sua conta!

22Bet

A 22Bet é uma plataforma que aposta alto na NBA, com diversas opções de mercado disponíveis para essa modalidade. Uma das grandes vantagens da plataforma é o layout amigável, com uma boa cobertura esportiva. 

A casa foi criada em 2017 e com sua popularidade crescente, já é uma das mais requisitadas da atualidade, estando disponível em mais de 50 regiões.

Além da NBA, você encontra na 22Bet boas opções para apostar no basquete, em ligas como a brasileira, argentina, espanhola, italiana, uruguaia, chinesa e diversas outras.

Gostou da 22bet? Então pegue seu bônus agora mesmo, CLIQUE AQUI e abra já a sua conta!

Conclusão

Falamos, hoje, sobre como funciona a tabela de basquete da NBA. Falamos, detalhadamente, sobre como o campeonato está organizado e indicamos um caminho importante para você começar a apostar na maior liga de basquete hoje mesmo. 

Nós, do Universo da Aposta, esperamos que você tenha gostado do artigo de hoje. Fique por dentro do nosso blog. Regularmente, postamos textos sobre o mercado de apostas esportivas por lá e destrinchamos assuntos importantes que dizem respeito ao mundo dos esportes e dos e-games. 

Para qualquer dúvida ou sugestão, entre em contato com a gente que ficaremos felizes em te ajudar!

COMPARTILHE