Seja bem vindo ao Universo da Aposta

Home » ArtigosMais recentes » Matchfixing – Entenda os seus impactos

ArtigosMais recentes

Betmais PEGAR MEU BÔNUS
PariMatch PEGAR MEU BÔNUS
22Bet PEGAR MEU BÔNUS
Betmaster PEGAR MEU BÔNUS

Matchfixing – Entenda os seus impactos

Vira e mexe o termo matchfixing reaparece e com ele alguns casos vêm à tona. Normalmente, sempre envolvendo casos complicados, que podem até envolver prisão. De forma resumida, o matchfixing são as manipulações de resultados, nos esportes, a fim de conseguir certas vantagens. Em alguns casos, essas vantagens envolvem as apostas e até a manipulação de confrontos futuros.

Entendendo o matchfixing

Como dizemos anteriormente, o matchfixing é o termo usado para manipulação de resultados. Essa manipulação busca favorecer algum mercado de apostas ou até um conjunto de resultados, buscando enfrentar oponentes mais fracos. Não precisa nem dizer que esse ato é visto como anti desportivo e, em alguns casos, pode envolver até prisão.

Ao manipular resultados, tudo que envolve a competição, acaba sendo prejudicado, atrapalhando tudo que cerca o esporte. Equipes saem prejudicadas, pois a competição entra em cheque, levando em questão a integridade até o momento. Além disso, todo o mercado detrás dos jogos ficam prejudicados.

Investidores começam a questionar a viabilidade de apoiar uma competição fraudulenta ou até mesmo de uma equipe que pratica tais atos. Agora, no cenário das apostas, todo um conjunto de apostadores saem prejudicados, atrapalhando o funcionamento de toda a sua estrutura e favorecendo um grupo de pessoas.

Por conta disso, diversos órgãos trabalham a fim de anular tais casos, fazendo fiscalizações e investigações. Com isso, os casos envolvendo tais escândalos começaram a diminuir. Contudo, esse tema voltou a ser discutido, depois de uma denúncia, dentro do jogo Counter Strike. Um jogador russo mostrou provas que uma equipe perdeu propositalmente algumas rodadas, para conseguir ganhos altos em apostas.

O caso de matchfixing no CS:GO

O que é matchfixing? Entenda o termo que ficou em alta no Major de CS:GO –  Esports | Esports.gg

Durante o Major de CS:GO, em Antwerp, o jogador cazaque Abay “HObbit” Khasenov, atual atleta da Cloud9, foi acusado de manipulação de resultados, para apostas realizadas em 2015. O escândalo está sendo divulgado publicamente pelo ex-companheiro de equipe, Rustam “5TRYK#R” Älımqūlov, que jogou com HObbit em 2015 pela PARTY. Além do mais, as provas também incluem o ex-jogador da Gambit e AVANGAR, Bektiyar “fitch” Baqytov.

Apesar de nunca ter se consolidado como um grande jogador de CS:GO e atualmente não possuir um trabalho fixo, 5TRYK#R traz à tona um caso ocorrido em 2015 em que ele e seus companheiros da equipe nomeada PARTY, teriam combinado o resultado das rodadas iniciais da partida, jogada no lado terrorista de várias partidas, culminando em aproximadamente $5 mil para cada jogador em um site de apostas.

Dessa forma, com prints e vídeos, 5TRYK#R resolveu publicar em seu canal do YouTube alguns vídeos explicando as decisões tomadas pela equipe, de forma a perderem rounds propositalmente, para suas apostas baterem.

Em alguns momentos, o vídeo mostra a PARTY preferindo não plantar a C4, mesmo não tendo nenhum perigo iminente. Em outros, é possível ver um único jogador correndo em direção ao inimigo, sem qualquer apreço por sua vida. Embora as decisões tomadas pelos jogadores sejam no mínimo estranhas, isso não pode ser o suficiente para emitir quaisquer medidas punitivas. Entretanto, há provas apresentadas por 5TRYK#R, incluindo a comunicação do time, planejando entregar o pistol.

Segundo o publicador dos vídeos, fitch havia comprometido uma das apostas, falando para pessoas de fora do acordo, o que gerou suspeitas no site da olimp.kz e, consequentemente, o banimento de sua aposta.

Históricos passados

Infelizmente, histórias desses atos não são poucas. São diversas vezes que a justiça é acionada e começa um processo investigativo contra esses casos. Na maior parte deles, duas coisas acontecem, uma delas é a punição dos envolvidos ou a absolvição, no caso de inocência ou falta de provas.

Em 2019, numa partida de críquete, na Austrália, seis jogadores foram presos, por conta de um escândalo de matchfixing. Os jogadores haviam apostado na derrota deles, numa partida onde os mesmos tinham muita vantagem. Depois de muita suspeita, foi aberto uma investigação, observando que, 6 usuários haviam feito uma aposta extremamente alta, em uma aposta bem suspeita.

Por conta disso, uma série de investigações foram abertas, buscando cruzar informações. De acordo com análises judiciais, do governo Australiano, foi comprovado que os jogadores haviam criado contas num determinado site de apostas e feito apostas altas. Com isso, todo o processo de cruzamento de dados foi feito até chegar aos culpados.

Antes disso, em 2014, no cenário de Esports, uma equipe perdeu numa partida de um modo muito suspeito. Depois de algumas investigações, conseguiram perceber que havia um mercado de apostas envolvido. Com isso, o time recebeu uma punição um pouco mais “branda”, banimento permanente de todas as competições profissionais e licenciadas de Counter Strike.

No Brasil já tivemos casos famosos de combinação de resultados nos futebol, um deles, talvez o mais famoso foi em 2005, caso conhecido como “Máfia do Apito”, onde 11 jogos conduzidos pelo juiz Edílson Pereira de Carvalho acabaram sendo anulados pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), onde os árbitros foram acusados de influenciarem nos resultados das partidas para beneficiar apostadores.

Como se identifica o matchfixing?

Match Fixing Predator Haunts Good Cricket - ARYSports.tv

Identificar uma manipulação de resultados é algo extremamente complicado e delicado. Primeiramente, uma partida esportiva possui fatores que ultrapassam o jogo visto. Por conta de um clima interno ruim, uma equipe pode simplesmente ficar desmotivada e perder, vide o caso do Brasil, contra a Alemanha, na copa de 2014.

Ou seja, supor que uma equipe perdeu de propósito é extremamente errônea. Igual se fala muito no direito, todo mundo é inocente, até que se prove o contrário. Tendo isso em vista, alguns trabalhos começam a ser montados e analisados. Claro que existem diversos órgãos, que trabalham em conjunto, no intuito de defender a integridade desportiva.

Inicialmente, os casos acabam sendo analisados por conta de denúncias. Algumas vezes são externas, de alguma pessoa que ficou sabendo do esquema, de alguma forma. Porém, pode ocorrer denúncias internas, como foi o caso explicado anteriormente, do HObbit, onde um ex-companheiro expôs todo o esquema, com provas.

Tendo a denúncia feita, os órgãos começam a avaliar as provas. Verificar áudios, modo de jogar e entrevistar testemunhas. Com todas as provas em mãos, se inicia um processo judicial comum. Caso os suspeitos sejam de fatos provados como culpados, as ações legais são tomadas.

No caso dos Esports, é um pouco diferente, pois não existe um órgão regulamentador do mesmo. Então as análises são feitas pelas desenvolvedoras dos campeonatos, o que gera diferentes punições. Por exemplo, no Counter Strike, existem diversas empresas que realizam campeonatos e elas podem punir uma equipe de diferentes modos. Desde banimentos permanentes até suspensões de um período de tempo. Claro que tudo é julgado com profissionalismo.

Porque a integridade competitiva é afetada pelo matchfixing?

DOTA 2 Matchfixing May Have Occurred During 2020 Event in China

Não é difícil de perceber que esse ato atinge não somente o mercado de apostas. Todo o conjunto é atingido, ferindo tudo que cerca uma competição. Inicialmente, a equipe ou jogador que foi pego praticando matchfixing tem o seu nome manchado no mundo esportivo. Com isso, as portas ficarão fechadas e diversas complicações começam a surgir.

Pensando num quesito um pouco mais externo, os patrocinadores começam a evadir. Ter o seu nome ou marca associado a uma competição, equipe ou jogador corrupto, é uma mancha bem grande. Por conta disso, atos como esses são bem comuns e não é para menos. Outras equipes começam a negar jogar contra esses times, pois não querem, também, ser associados com tal ato. 

Ou seja, diversas coisas começam a acontecer quando atos assim surgem no cenário. Agora, pensando menos nos impactos nas equipes, o próprio mercado de apostas fica numa situação complicada. Como abrir uma aposta de uma equipe, onde não se tem segurança da integridade dos seus resultados?

Tanto as plataformas, quanto os usuários, começam a se questionar sobre a segurança e o próprio sistema começa a ruir. Além disso, por ser o motivo de tais atos, as apostas começam a entrar no sistema de algo corrupto ou ilegal, mesmo não sendo as culpadas. Se deve enfatizar que as plataformas de apostas repudiam o matchfixing. 

Por fim, locais, como o Brasil, ainda não possuem o sistema de apostas 100% legalizado. E, casos como esses, podem atrapalhar a legalidade, tornando esses mercados inviáveis em solo nacional. Atualmente, no Brasil, as apostas estão legalizadas, mas apenas como Medida Provisória, ou seja, o assunto voltará à Câmara, para ser proposto e aceito ou não.

Lei das Apostas Esportivas no Brasil

Após tanto tempo, em um cenário desfavorável em relação às apostas esportivas, em 2018, com a Lei nº 13.756/2018, começaram a ser legalizadas. Assinada pelo então presidente Michel Temer, essa lei tinha como objetivo: atrair apostadores brasileiros para o mercado legal de apostas esportivas. 

A movimentação do governo do Brasil para a criação de uma legislação que regulamenta o mercado de apostas esportivas, direciona a atenção das casas de apostas mundiais para o nosso país. Isso gera uma imensa variedade de opções para os diferentes apostadores esportivos no Brasil. Inclusive, hoje temos diversas plataformas atuando em cenário nacional.

Para se ter uma ideia, uma única casa de apostas online chega a oferecer cerca de 200 opções diferentes de apostas em uma única partida da série A do Brasileirão. Além disso, a série A do Campeonato brasileiro é só uma das possibilidades. As casas de apostas costumam abranger tudo que for um jogo competitivo.

Desde esportes tradicionais até os eletrônicos acabam caindo nas graças das apostas. Com isso, todos os públicos acabam sendo atendidos, tendo uma gama extraordinária de possibilidades. Por fim, mas não menos importante, vemos um movimento bem forte das casas de apostas, para se consolidar no mercado.

Hoje em dia, diversas competições são patrocinadas, com o nome da plataforma aparecendo nas propagandas e outdoors dentro dos estádios. Junto a isso, várias equipes possuem, em suas camisas, as plataformas aparecendo, mostrando a sua força.

Betmais PEGAR MEU BÔNUS
PariMatch PEGAR MEU BÔNUS
22Bet PEGAR MEU BÔNUS
Betmaster PEGAR MEU BÔNUS

COMPARTILHE